DORGAS

A insatisfação de quatro garotos do Rio de Janeiro serviu de combustível pra tentar buscar um novo caminho pra música brasileira, sem a pretensão encontrá-lo. Gabriel Guerra, Eduardo Verdeja, Cassius Augusto e Lucas Silveira, em vez de ficarem parados reclamando, resolveram empunhar seus instrumentos e formar o Dorgas.
Alguns passos distanciam o descontentamento verbal da ação de criar algo diferente. Nesse sentido, o Dorgas evoluiu rápido desde 2009, quando a banda surgiu. Em 2010, lançaram o primeiro EP, Verdeja Music, chamando atenção de blogs que cobrem o cenário independente. No ano seguinte, confirmaram seu talento com Loxhanxha, EP que mostra um grupo mais maduro, com faixas mais redondas. Nos próximos meses, os meninos devem lançar o primeiro disco, aguardado por um público que se identificou com a sonoridade da banda nesses três anos.
A música do Dorgas é orgânica, fruto de horas e horas de jams que passeiam por diferentes ritmos de forma natural e intuitiva. Cada integrante do grupo contribui com seu talento, limitações e referências — que vão do smooth jazz ao rock progressivo, sem necessariamente exercer influência direta na banda, mas sim inspiração e argumento pro improviso.
Ecléticos, os garotos do Dorgas fazem o som que gostariam de ouvir. E encontram eco num público aberto à proposta e que pouco se importa com rótulos. Pós-rock? Difícil de afirmar. Mais do que isso, eles produzem músicas hipnóticas e de alta qualidade.

A insatisfação de quatro garotos do Rio de Janeiro serviu de combustível pra tentar buscar um novo caminho pra música brasileira, sem a pretensão encontrá-lo. Gabriel Guerra, Eduardo Verdeja, Cassius Augusto e Lucas Silveira, em vez de ficarem parados reclamando, resolveram empunhar seus instrumentos e formar o Dorgas.<br />
Alguns passos distanciam o descontentamento verbal da ação de criar algo diferente. Nesse sentido, o Dorgas evoluiu rápido desde 2009, quando a banda surgiu. Em 2010, lançaram o primeiro EP, Verdeja Music, chamando atenção de blogs que cobrem o cenário independente. No ano seguinte, confirmaram seu talento com Loxhanxha, EP que mostra um grupo mais maduro, com faixas mais redondas. Nos próximos meses, os meninos devem lançar o primeiro disco, aguardado por um público que se identificou com a sonoridade da banda nesses três anos.<br />
A música do Dorgas é orgânica, fruto de horas e horas de jams que passeiam por diferentes ritmos de forma natural e intuitiva. Cada integrante do grupo contribui com seu talento, limitações e referências — que vão do smooth jazz ao rock progressivo, sem necessariamente exercer influência direta na banda, mas sim inspiração e argumento pro improviso.<br />
Ecléticos, os garotos do Dorgas fazem o som que gostariam de ouvir. E encontram eco num público aberto à proposta e que pouco se importa com rótulos. Pós-rock? Difícil de afirmar. Mais do que isso, eles produzem músicas hipnóticas e de alta qualidade.
  • JORGE MAUTNER

    JORGE MAUTNER Jorge Mautner é inclassificável: uma energia artística pura, que flui através de palavras.

    ver mais
  • JARDS MACALÉ

    JARDS MACALÉ Um dos maiores violonistas do Brasil, Macalé é um radical livre. Sua criatividade o levou a criar músicas ímpares.

    ver mais
  • TONY TORNADO

    TONY TORNADO Com sua imagem imponente e sua empatia ainda maior, Tony Tornado faz parte da cultura popular brasileira.

    ver mais
  • Luiz Melodia

    Luiz Melodia Prestes a completar 50 anos de carreira, Luiz Melodia continua criando imensamente e envolvendo fãs da música.

    ver mais
  • Elza Soares

    Elza Soares Com mais de 50 anos de carreira, a cantora continua encantando plateias dentro e fora do país.

    VER MAIS
  • WILSON DAS NEVES

    WILSON DAS NEVES Lendário baterista da música popular brasileira, Wilson das Neves começou a tocar em conjuntos nos anos 1950.

    VER MAIS
  • TULIPA RUIZ

    TULIPA RUIZ Tulipa Ruiz tem um timbre de voz único e presença de palco cativante ao interpretar.

    ver mais
  • DORGAS

    DORGAS A insatisfação de quatro garotos do Rio serviu de combustível pra tentar buscar um novo caminho pra música brasileira.

    ver mais
  • FORGOTTEN BOYS

    FORGOTTEN BOYS Forgotten Boys são os radicais livres necessários na cena musical brasileira dos anos 1990.

    ver mais
  • Karol Conka

    Karol Conka Karol Conka põe sua sensibilidade na ponta da língua para criar rimas que constroem um mundo fabuloso.

    ver mais
  • Garotas Suecas

    Garotas Suecas Garotas Suecas é uma banda que combina temperos regionais com ingredientes importados para criar uma sonoridade global e, ao mesmo tempo, genuinamente brasileira.

    VER MAIS
  • Emicida

    Emicida Um dos artistas mais prolíficos da nova geração do rap nacional.

    ver mais